Follow by Email

domingo, 22 de julho de 2007

1º Match

EU NÃO SEI O QUE ACONTECEU...
Mas acho que sem querer eu apaguei o post que falava da primeira ligação. Shsuahushaushuahsa. Eu sou uma anta.
Na quarta dia 18/07, finalmente tiraram a família Bowen que eu tanto amava da minha Cultural Care page e apareceu uma nova família. A família Dell. Aparentemente perfeita: apenas um filho de um ano e meio de idade, moravam en Los Angeles e no final do ano se mudariam para Atlanta, o pai e a mãe trabalhavam e eu seria a terceira Au Pair.
A host mom mandou um e-mail perguntando se poderia me ligar no dia seguinte. Eu respondi dizendo que tudo bem e em seguida toca meu telefone... Alguém da Cultural Care de Boston falando em Inglês shaushaushua. Meu coração foi na boca e eu já comecei a misturar inglês e espanhol. Ohh pobreza, rs... Ela passou a ligação para host e nós começamos a conversar.
A mulher pareceu muito legal. Ficamos no telefone por 26 minutos (não eu não marquei o tempo, apenas olhei no bina depois, rs). E disse que a antiga Au Pair me ligaria a noite para conversarmos.
A menina ligou. Se chamava Juliana e era um amor... Disse que adorou a família e que se pudesse escolheria a mesma família de novo. Mas...

SEMPRE TEM O MAS...
A rotina era bem puxada. Queriam que eu trabalhasse 54 horas por semana sem pagar extra e o escritório da mãe era em casa. E ela só teve tempo de estudar quatro meses antes de voltar para o Brasil.
Sem contar que a host me mandou um questionário com mais de 40 questões para responder, mas não falou quase nada da família. Pára. Pensei muito e resolvi mandar um e-mail agradecendo a atenção, mas recusando o match. E ela me respondeu um e-mail mto estúpido hsahsuhushuas.
Liguei na EF e disse que não queria match pelo motivo das horas de trabalho. Já que o máximo permitido é 45. Liberaram meu cadastro e na quinta de manhã apareceu outro match.


E EU PENSEI QUE SERIA MELHOR...
E então... Três crianças com menos de 4 anos e uma host que não trabalha! Shushaushuahsuhau! Esperei entrarem em contato para recusar, mas se passaram dois dias e nenhum sinal da família. No sábado de manhã, liguei para EF e disse que não queria.
Como sempre quem atendeu foi a Ana Luiza. Dá a impressão que ela é a única que trabalha ali dentro, rsrs. Pq ela é a única que sempre está pronta para ajudar, vai atrás dos problemas, resolve. Ah eu adoro ela! Já falei que antes de viajar dou um presente pra ela, rs.
Enfim, eu disse que não queria a família pq é complicado cuidar de criança pequena quando a mãe está em casa pq as crianças ficam manhosas, não respeitam a babá, etc. Aí ela disse que Ok e iria pedir para a Bruna liberar meu cadastro pq ela não tinha a senha, então só na segunda mesmo.
Agora é esperar e ver o que aparece!

Nenhum comentário: